Desvendando mitos: Se não existisse salário mínimo, o patrão não pagaria mais salário.

Provavelmente você já deve ter escutado que o salário mínimo ajuda o trabalhador a não virar um escravo de seu patrão.

 

Então vamos raciocinar um pouco em cima dos dados abaixo:

  • Se pegarmos todas os brasileiros que declararam o imposto de renda de 2014, veremos que cerca de 90-91% das pessoas recebem mais que 2 salários mínimos.
  • O censo do IBGE de 2010 mostra que 60,8% da população brasileira recebia a partir de um salário mínimo e 28,1% ganha mais que 2 salários mínimos.

 

Nós temos como ponto de partida e parâmetro o salário mínimo e fica claro que se realmente o patrão conseguisse pagar o salário que quisesse para o funcionário, automaticamente todos receberiam um salário mínimo. E isso não acontece atualmente. A questão aqui não é enfatizar se o brasileiro ganha pouco ou não, pois essa não é a falácia a ser combatida.

 

Imagine que a partir de hoje o salário mínimo fosse abolido. Qual seria o possível impacto no salário do cidadão brasileiro? É provável que alguns brasileiros que hoje ganham um salário mínimo, passariam a ganhar menos que um salário, mas a grande maioria não. Por que ao baixarem o valor dos salários de seus empregados, ele está sujeito a perdê-los para outros empregadores dispostos a pagar o salário que já pagava.

 

Parabéns! Eu aumentei o seu salário mínimo.

 

Uma das consequências negativas de existir um salário mínimo é o aumento da dificuldade de acesso ao mercado de trabalho formal para os jovens inexperientes, visto que o empregador não vai querer pagar um salário que seja acima do valor produzido por um jovem contratado.

 

A maioria dos suíços sabem das consequências que um salário mínimo pode trazer. por isso em 2016, eles rejeitaram um salário mínimo de nada mais, nada menos que R$ 10.000 (convertidos do franco suíço para nossa moeda) em um plebiscito realizado no país. Os 77% que rejeitaram a proposta sabiam que promessas econômicas mágicas de políticos nem sempre funcionam quando confrontados pelo mundo real. Se mostrarmos isso a maioria dos brasileiros, a reação provável será de espanto e soberba chamando-os de burros.

 

Eu sou Eric Vasconcelos, e este foi mais um mito desvendado.

 

Artigos interessantes sobre o assunto:
O Salário Mínimo ajuda mesmo o trabalhador? Como funciona fora do Brasil?
Salário mínimo, estupidez máxima
Switzerland’s voters reject basic income plan

Eric Vasconcelos Autor

Formado em Administração, desenvolvedor de sites e aplicativos, empreendedor, voluntário de vários programas sociais e investidor de criptomoedas.

Deixe uma resposta